LifeStyle

Pessoas mais altas têm maior risco de desenvolver cancro

O que tem a altura a ver com este tipo de doenças?

Um estudo publicado pela Royal Society e citado pela BBC e pelo Guardian revela que as pessoas mais altas têm uma maior probabilidade de desenvolverem cancro. Isto porque a cada aumento de 10 centímetros acima da altura média representa um aumento de 10% do risco de ter problemas oncológicos.

Esta conclusão surge a partir de dados recolhidos em quatro estudos diferentes, com base em pacientes que sofrem de 23 tipos de doenças diferentes, residentes no Reino Unido, nos EUA, Coreia do Sul, Áustria, Noruega e Suécia. Em cada um dos estudos existiam pelo menos 10 mil casos de cada sexo analisados.

As investigações mostraram que não existe qualquer relação entre a altura e o aparecimento de quatro tipos de cancro: no pâncreas, esófago, estômago e boca/faringe. De resto, os investigadores conseguiram detetar uma relação entre estes dois parâmetros.

Mas o que tem a altura a ver com este tipo de doenças? De acordo com os investigadores, ainda não é claro o que está por detrás desta relação. No entanto, a principal teoria está relacionada com o número de células: as pessoas mais altas têm mais células que podem tornar-se cancerígenas.

Outras questões como o nível de vida, problemas hormonais e outras doenças podem influenciar a altura e, por isso, também podem estar relacionadas com o risco de cancro.