Politica

Orçamento. Pedro Marques acusa direita “de bota abaixo”

Ministro responde em tom crispado ao CDS e ao PSD

O ministro do planeamento, Pedro Marques, acusou a direita de “bota abaixo” , assegurando que o seu “investimento cativado está a crescer 139 por cento”. O tom crispado da resposta do ministro levou o primeiro-ministro, António Costa, a um aparte, a pedir calma, quando Pedro Marques, depois do próprio presidente da Assembleia da República ter deixado uma indireta: “Eu sei que estamos todos com apetite , para não dizer outra coisa, mas vão ter mesmo de ter calma”.

O tom de Pedro Marques foi o que mais reações motivou das bancadas do CDS, e sobretudo do PSD, quando o governante apontou baterias ao anterior primeiro-ministro, Passos Coelho, e acusou o anterior executivo de não ter deixado projetos concluídos no seu ministério.  O PSD já tinha acusado o ministro Pedro Marques de ser o governante dos “cativos” e o deputado centrista Hélder Amaral rematou: “Este orçamento talvez dê para fazer uma boa petiscada com amigos, mas não dá para perspetivar um bom futuro para os portugueses”.