Desporto

Paulo Gonçalves? “O Benfica perdeu um grande profissional”

 “Obviamente que alguém entrou nos emails do clube mas não está lá nenhuma oferta de dinheiro ou de prostituas”


Vieira voltou a afirmar que acredita na inocência do antigo assessor jurídico e que o clube não o quis despedir, só que o próprio Paulo Gonçalves pediu para sair da SAD quando se tornou arguido para se poder dedicar à sua defesa. “O Benfica perdeu um grande profissional. É meu amigo e é um homem de confiança do clube”. Sobre os convites pedidos para as alegadas toupeiras, Vieira garante que carrega no ok e nem lê os emails até ao fim. Diz nunca ter tido conversas sobre os emails e foi taxativo: “Não sou bilheteiro do Benfica”. “Se me envolvesse nos processos de que o Benfica é alvo, ainda teria que tirar um curso de advogado”. “Obviamente que alguém entrou nos emails do clube mas não está lá nenhuma oferta de dinheiro ou de prostituas”. Diz ter sofrido muito com a história da divulgação dos emails, até porque “devassaram a vida privada de alguns dirigentes. Sofremos muito”.

Sobre a aposta do clube nos jovens jogadores, Vieira garantiu que esta época já recusou a oferta de 75 milhões de euros por dois jogadores: Gedson e Ruben Dias. Disse ainda que os jogadores que chegam à primeira equipa são automaticamente blindados com uma cláusula de 120 milhões, falando no caso de João Félix.

Quanto à polémica com Simões, de quem é cunhado, Vieira afirmou que o antigo jogador tem de respeitar o clube e que deve resolver os seus problemas no interior da instituição, dizendo ainda que a antiga glória do Benfica ofendeu benfiquistas, como Calado. “Ele não pode andar na praça pública  a faltar ao respeito ao Benfica”