Vida

Atriz da SIC revela que foi vítima de bullying e chegou a automutilar-se

"Cortava-me nos braços"

A atriz Joana Lucas, que se tornou conhecida pela sua participação na novela “Paixão”, da SIC, confessou na última terça-feira que foi vítima de bullying.

Em conversa com Júlia Pinheiro, no mais recente programa da apresentadora, a atriz falou sobre o seu passado e recordou que era gozada por ter pais surdos e um irmão com alguns problemas.

“Tudo começou quando eu tinha 9 anos e acabou aos 11/12 anos... As pessoas gozavam comigo por eu dizer mal as palavras, começavam a criar redes sociais com o meu nome, com a minha cara e diziam que eu me metia com os rapazes”, começou por contar Joana, que na novela ‘Paixão’ representou uma jovem surda.

“Lembro-me de estar sozinha e umas raparigas vieram ter comigo (…) e eu acabei por me levantar, e mandaram-me uma chapada, mandaram-me outra e nessa altura já estava a chorar”, relembrou, acrescentando que a partir daí contou os episódios de violência à mãe.

A situação tornou-se difícil de suportar e, por isso, Joana teve de mudar de escola. Mas a”dor” da jovem teve medidas mais drásticas e começou a automutilar-se.

“Quando eu tinha mais ou menos 11 ou 12 anos cortava-me nos braços, eu quando estava no banho queimava as costas. Isto tudo porquê? Eu sentia uma dor tão grande dentro de mim que eu só queria que aquilo desaparecesse”, confessou.

“Chorava todas as noites (…) na altura queria morrer...eu nunca contei isto à minha família, porque é uma situação pesada, eu acho que eles não têm de ouvir esse tipo de coisas”, acrescentou.

Visivelmente emocionada, Joana termina referindo que passou por algo “horrível” e que não quer voltar a sentir o mesmo.