Sociedade

Tripulante de ambulância assaltada durante serviço

Vítima ficou sem documentos e cerca de 80 euros

A tripulante de uma ambulância dos Bombeiros de Valença foi assaltada durante um serviço.

O comandante da corporação, Miguel Lourenço, disse à Lusa que lhe roubaram a carteira – que tinha documentos e cerca de 80 euros.

A vítima já apresentou queixa à GNR. O comandante garantiu ainda que se o dinheiro não aparecer que a corporação vai tentar “restituir” o dinheiro. "Há 23 anos que faço parte dos Bombeiros de Valença e é a primeira vez que assisto a um caso lamentável como este. Se o dinheiro não aparecer, alguma coisa iremos fazer para restituir o dinheiro à nossa tripulante, um elemento exemplar da corporação", disse o comandante.

O caso ocorreu na quinta-feira passada, quando a ambulância foi chamada para um serviço de urgência, onde teve de transportar um doente para o serviço de urgência básica (SUB), em Monção.

"A ambulância parou à porta do SUB de Monção e a tripulação levou o doente para à triagem. Naquele intervalo de tempo, cerca de 10 minutos, alguém acedeu ao interior da ambulância onde, no meio dos bancos da frente, escondida por baixo de um casaco, se encontrava a mala da jovem. Do interior da mala foi retirada a carteira", explicou Miguel Lourenço.