Sociedade

GNR identificou duas mulheres por burla, extorsão e roubo em Gavião

Suspeitas convenciam vítimas para lhes dar objetos em ouro que iriam ser benzidos em troca de boa sorte

Ontem, o Comando Territorial de Portalegre, através do Núcleo de Investigação Criminal de Nisa, identificou duas mulheres por burla, extorsão e roubo, em Gavião.

De acordo com o comunicado da GNR, as duas suspeitas, de 42 e 55 anos, abordavam “pessoas vulneráveis, nomeadamente, mulheres idosas, no intuito de lhes ler a sina, acabando por as convencer que, através de uma reza e de benzerem os seus objetos em ouro” – como brincos, colares, pulseiras, entre outros – a conseguiam ajudar a curar doenças e a ter “mais sorte no futuro”.

Depois de as vítimas lhes entregarem o ouro, as duas mulheres colocavam-se em fuga. Quando as pessoas se recusavam a entregar o ouro, “as suspeitas ameaçavam e retiravam à força” os bens, explicou a GNR.

Há dois meses que a GNR andava a investigar este caso, que “culminou na identificação das suspeitas e na realização de duas buscas”, onde foi possível recuperar alguns dos bens roubados.

Uma das suspeitas já cumpriu pena de prisão efetiva, refere a GNR.