Sociedade

Centenário da I Guerra Mundial comemora-se hoje

O desfile acontece na Avenida da Liberdade e é considerado de “risco significativo”

DR  

As comemorações do centenário do Armistício da I Guerra Mundial celebram-se este domingo em Lisboa. A Avenida da Liberdade vai ser o palco das comemorações que conta com a presença de altas figuras do Estado.

Para além de Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, Antonio Costa, primeiro-ministro, Eduardo Ferro Rodrigues, presidente da Assembleia da República e João Gomes Cravinho, ministro da Defesa, juntam-se os ex-presidentes da República António Ramalho Eanes e Jorge Sampaio.

A cerimónia está agendada para as 11h00 e conta ainda com a passagem de caças F-16 por cima da Avenida da Liberdade. O desfile, que começa depois do discurso do Chefe de Estado, começa no Marquês de Pombal e vai até aos Restauradores, reunindo 4.500 elementos, dos quais 3.437 são das Forças Armadas, 390 são GNR, 390 PSP e 160 são antigos combatentes.

Organizado pela Liga dos Combatentes e pelo Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA), o desfile pretende “homenagear a paz” e “honrar a memória” dos mais 100.000 portugueses que combateram na I Guerra Mundial.

 

Segurança e constrangimentos no trânsito

A Avenida da Liberdade, palco da cerimónia, está delimitada com gradeamentos e carris anti-veículos, existindo zonas específicas para que o público possa assistir. No entanto o acesso será controlado por “alguns milhares de polícias” que consideram o evento de “risco significativo”, segundo a PSP afirmou à Lusa.

OS acessos ao local estão também condicionados desde as 8h00, sendo que os organizadores aconselham a quem pretende assistir às comemorações deverão optar pelos transportes públicos.