Internacional

Há um português a candidatar-se ao Congresso dos Estados Unidos

Manny Santos nasceu em Portugal e considera que a "não é responsabilidade dos EUA” tomar conta das pessoas de outros países

Haver um congressista norte-americano a ter nascido em Portugal pode tornar-se uma realidade no próximo dia 6 de novembro, data das eleições nos Estados Unidos. Manny Santos é Republicano e concorre pelo Estado de Connecticut à Câmara dos Representantes.

Manuel Santos, nome oficial, concorre como Manny Santos e disse, em entrevista à Lusa, que a sua origem noutro país é uma vantagem. "Os cidadãos acreditam que posso entender e lidar melhor com as complexidades da imigração", explica.

Emigrou juntamente com a família em 1974 e tornou-se cidadão americano há 30 anos. A carreira na política começou com a eleição para maior entre 2013 e 2015 da cidade de Meriden, que não elegia um dirigente republicano há 30 anos.

Na sua campanha, Manny Santos diz que acredita poder contar com os votos dos eleitores apartidários. "Na verdade, tenho conseguido o apoio de muitos democratas que perceberam que o Partido Democrata de hoje não é o mesmo partido de há 30 ou 40 anos", disse à agência de notícias portuguesa.

Sobre as questões de imigração que marcam a atualidade norte-americana, o candidato considera que "É importante que, como representantes das pessoas, reforcemos as leis que nós próprios aprovámos. (...) Se não concordamos com as leis, temos de alterá-las, mas não podemos, simplesmente, ignorá-las" e que “o governo federal passou demasiado tempo a ignorar ou a não reforçar propriamente o regulamento”.

“Violência e má economia não são razões legítimas para [os estrangeiros] procurarem asilo", acrescentou Santos defendendo que os indivíduos devem "ficar no país e consertá-lo" porque "esses problemas não se vão resolver se todos fugirem" e "não é responsabilidade dos EUA” tomar conta das pessoas de outros países.