Desporto

Federer volta a falar da polémica entre Serena Williams e o árbitro Carlos Ramos

Apesar de considerar que a tenista norte-americana foi longe demais, Federer também criticou o português Carlos Ramos


Roger Federer voltou a falar da polémica entre Serena Williams e o árbitro Carlos Ramos, na final do US Open. O tenista afirmou que Serena Williams, que não voltou a competir desde a final diante de Naomi Osaka, foi “longe demais”.

“A certa altura, no meio de toda aquela discussão, ela deveria ter seguido em frente e ter-se controlado mais. Houve coisas que nunca deveriam ter sido ditas”, disse Federer, citado pelo Sunday Times.

Contudo, o tenista suíço acaba por defender também a norte-americana.

“O árbitro não a devia ter pressionado daquela forma. É lamentável, mas um caso incrível que merece ser estudado”, afirmou.