Internacional

Sete pessoas desaparecidas na sequência do desabamento de dois edifícios em Marselha

O desabamento aconteceu às 9h30 (8h30 em Lisboa), na rua de Aubagne

Sete pessoas estão desaparecidas, em Marselha, França, na sequência do desabamento de dois edifícios esta segunda-feira.

Entre os desaparecidos está uma mulher que não foi buscar a filha à escola e outra mulher "que nunca saiu de casa", disse Renaud Muselier, presidente da região Provence-Alpes-Côte d'Azur, citado pela AFP.

Na sequência do desabamento, pelo menos duas pessoas ficaram feridas. Acredita-se que viviam nos edifícios 12 pessoas. Contudo ainda não se sabe se entre os desaparecidos estão moradores.

O desabamento aconteceu às 9h30 (8h30 em Lisboa), na rua de Aubagne. No local estiveram 40 bombeiros e 18 veículos.

Julien Ruas, vice-prefeito de Marselha, admite que o Batalhão dos Bombeiros tinha indicado que um dos prédios que esta segunda-feira ruiu era considerado em perigo devido à existência de problemas no primeiro andar. O alerta foi dado há cerca de dez dias, tendo os ocupantes desse apartamento sido realojados. Os edifícios, um de quatro andares e outro de cinco, estavam praticamente em ruínas.

O terceiro prédio adjacente também ameaçou entrar em colapso, avançam os bombeiros.