Vida

Eduardo Beauté obrigado a abandonar salão na Avenida da Liberdade por rendas em atraso

Salão estava aberto há mais de dez anos naquela zona 

Eduardo Beauté tinha o salão aberto há mais de uma década na Avenida da Liberdade, mas ao que tudo indica, o cabeleireiro foi obrigado a abandonar o espaço por ter rendas em atraso, escreve o Correio da Manhã na edição desta terça-feira.

De acordo com a  mesma publicação, a ordem de despejo aconteceu no mês passado, em outubro, depois de Beauté estar há já vários meses sem pagar a renda do salão. “A renda era muito elevada e não era comportável para o volume de negócios que ele tem neste momento. Já não conseguia fazer face às despesas”, revelou fonte próxima ao CM.

Eduardo Beauté estará agora a trabalhar no Instituto Suite, no Centro de Lisboa.

No entanto, o cabeleiro nega que tenha sido despejado por ter rendas em atraso, e que apenas saiu daquele espaço porque o senhorio queria aumentar a renda: “Não devia nada, mas o senhorio queria aumentar a renda para valores incomportáveis e decidi sair”, lê-se no CM.