Sociedade

Teixeira dos Santos e Carlos Costa Pina vão testemunhar na Operação Marquês

O juiz de instrução Ivo Rosa publicou um despacho onde admite cinco das dez testemunhas propostas pelo ex-primeiro-ministro

O ex-primeiro-ministro José Sócrates vai contar com os testemunhos dos ex-governantes Teixeira dos Santos, Carlos Costa Pina, Fernando Serrasqueiro e Paulo Campos, na fase de instrução da Operação Marquês, marcada para janeiro do próximo ano.

Para além dos ex-governantes, será também ouvido o antigo presidente do BCP, Carlos Santos Ferreira. Das dez testemunhas pedidas pelo ex-primeiro-ministro para serem ouvidas, um despacho do juiz de instrução, Ivo Rosa, citado pela Lusa, apenas admitiu cinco. O próprio José Sócrates vai também ser ouvido nesta fase do processo.

Recorde que Sócrates está acusado de 31 crimes económico-financeiros. O ex-primeiro-ministro e o ex-ministro e administrador da Caixa Geral de Depósitos, Armando Vara, invocaram, a 9 de setembro de 2014, a nulidade sobre a distribuição do processo Operação Marquês ao juiz Carlos Alexandre. No entanto, Ivo Rosa indeferiu o pedido considerando irrelevante para os fins da instrução.

Já Carlos Santos Silva, apontado como ‘testa-de-ferro’ de Sócrates, tem a inquirição agendada para 27 de maio de 2019, data marcada depois de o juiz ter admitido, com os inspetores tributários Luis Flora e Paulo Silva como testemunhas. O pedido para que dois inspetores do Ministério Público e vários membros da Unidade de Informação Financeira da Polícia Judiciária testemunhassem foi indeferido.