Cultura

Foi descoberto o desenho mais antigo do mundo

Há na pintura um painel com três animais pintados em tons laranja-avermelhados

A descoberta foi feita por uma equipa de cientistas australianos e indonésios nas paredes de calcário da gruta de Lubang Jeriji Saléh, na ilha de Bornéu. Há nela um painel com três animais pintados em tons laranja-avermelhados. E segundo as análises, determinou-se que um deles tem pelo menos 40 mil anos. Nem se sabe ao certo que animal representa a silhueta vermelha, mas os cientistas crêem que seja um parente afastado do touro.

Num artigo publicado na revista científica Nature nesta quarta-feira, os cientistas afirmam que as análises de depósitos de carbonato de cálcio indicam que o desenho terá sido feito há pelo menos 40 mil anos, o que significa que é um pouco mais velho que os seus semelhantes encontradas em cavernas em França e em Espanha.

A descoberta leva à conclusão de que a arte figurativa se desenvolveu mais ou menos simultaneamente na Ásia e na Europa, disse Maxime Aubert, professor associado da Universidade Griffith, na Austrália.

Foi o espeleólogo Luc-Henri Fage quem, em 1994, primeirou observou e anunciou que havia pinturas rupestres nas remotas grutas da península de Sangkulirang-Mangkalihat, na ilha de Bornéu, na parte da Indonésia. A tal silhueta a vermelho é uma entre milhares entretanto descobertas naquela região remota, mas somente agora esta pôde ser datada, devido a uma nova tecnologia conhecida como datação urânio-tório.