Desporto

Ramón Calderón: "Ronaldo é insubstituível"

Ex-presidente do Real Madrid volta a defender a ideia de que o Real Madrid cometeu um erro crasso ao deixar sair o internacional português para a Juventus

Ramón Calderón, presidente do Real Madrid entre 2006 e 2009, continua a defender a posição que tem assumido desde que Cristiano Ronado deixou os merengues (em julho deste ano). Para o ex-líder dos blancos, a atual direção merengue, presidida por Florentino Pérez, cometeu um erro histórico já que, na sua perspetiva, o internacional português é um jogador insubstituível.

"Ronaldo é um jogador impossível de substituir e tornou a Juventus ainda mais forte, pois ele ainda tem vários anos pela frente ao mais alto nível. A Juventus será novamente campeã e é agora a melhor candidata a vencer a Liga dos Campeões, pois a fome de Ronaldo é inesgotável e contagiante", disse ao jornal La Gazzetta dello Sport.

Ramón Calderón diz mesmo que a saída do jogador se reflete nas atuais exibições do tricampeão europeu, que já esteve seis jogos sem marcar, naquele que já é, aliás, um dos piores registos da história do clube espanhol. 

"O Real esteve 9 horas sem fazer qualquer golo, é evidente que isso tem a ver com a saída de Ronaldo. Repito: é insubstituível", sublinhou.