Desporto

City-United. Mou cumpriu o jogo 300 na Liga inglesa mas não recebeu presente

Mourinho atingiu a marca de 300 jogos na Premier League no dérbi de Manchester, onde Bernardo Silva e companhia levaram a melhor. Já são 12 pontos a separar os dois clubes

Mourinho fez o jogo 300 na Premier League AFP
Bernardo Silva assistiu para o primeiro golo do City AFP
Ivan Cavaleiro fez o golo do Wolverhampton AFP
Barcelona surpreendido pelo Bétis AFP
CR7 selou vitória da Juventus AFP

O Manchester United deslocou-se este domingo até ao reduto do vizinho Manchester City para impedir que o fosso entre as duas equipas se tornasse cada vez mais evidente. Mas essa missão acabou mesmo por ser impossível. No Etihad Stadium, os citizens confirmaram o favoritismo e venceram por 3-1 os red devils. David Silva, assistido pelo internacional português Bernardo Silva, inaugurou o marcador aos 12 minutos e Kun Aguero, na abertura da segunda metade, aumentou a vantagem. Martial ainda reduziu (58’) através de uma grande penalidade, mas quando ainda se pensava na possibilidade de vir a acontecer uma remontada frenética a lembrar a temporada transata, Gundogan (86’) selou o resultado final. 

Depois de três vitórias consecutivas em todas as provas e quatro jogos seguidos sem perder para a liga inglesa, José Mourinho (que fez ontem o seu jogo 300 na competição) e companhia acabaram derrotados nesta 12.ª jornada da prova, resultado que complica a vida dos red devils, que ficam a 12 pontos do rival de Manchester, líder isolado na tabela com 32 pontos. O United, por sua vez, caiu para a 8ª posição.

Ainda na Premier League Mais a sul, em Londres, o Wolverhampton de Nuno Espírito Santo (NES) foi empatar (1-1) ao terreno do Arsenal, onde o Sporting também tinha empatado na quinta-feira (0-0) em partida da fase de grupos da Liga Europa. Ivan Cavaleiro foi o protagonista dos wolves e o responsável por silenciar o Emirates Stadium aos 13 minutos, altura em que inaugurou o marcador. Além do atacante internacional português, de destacar os cinco portugueses em campo do lado do wolves: Rui Patrício, João Moutinho, Rúben Neves e Hélder Costa (titulares) e Diogo Jota, que entrou durante a segunda parte (61’). 

De resto, os comandados de NES tiveram em vantagem durante praticamente todo o encontro sendo que o golo dos gunners só chegaria a quatro minutos do fim do tempo regulamentar, por Mkhitaryan. Ainda na 12.ª ronda da Premier League, o Everton, orientado pelo português Marco Silva e com André Gomes a titular, empatou hoje sem golos na visita ao Chelsea. A formação londrina segue no terceiro lugar enquanto os toffees ocupam a 9.ª posição, atrás do United.

Surpresa em Espanha O Barcelona perdeu durante a tarde deste domingo, em Camp Nou, com o Real Bétis (3-4), em jogo da 12.ª jornada do campeonato. Junior Firpo (20’), Joaquin (34’), Giovani Lo Celso (71’) e Canales (83’) foram os autores dos golos da equipa visitante, que teve o internacional português William Carvalho como um dos protagonistas ao assistir para o primeiro golo e ainda iniciar a jogada do segundo. Lionel Messi (68’), de grande penalidade, Vidal (79’) e, novamente, La Pulga (90’) fizeram os golos dos blaugrana, que viram ainda Rakitic a ser expulso a dez minutos do apito final por acumulação de amarelos. Com 24 pontos, o Barça mantém, ainda assim, a liderança isolada da prova já que o Sevilha bateu (2-1) momentos depois o Espanyol, que se tivesse vencido a equipa dos portugueses André Silva e Daniel Carriço tinha igualado o plantel de Messi no topo da classificação.

Com 23 pontos, o Sevilha, o Atlético de Madrid e o Alavés seguem no 2.º, 3.º e 4.º lugares, respetivamente. 

Já em Itália, a Juventus reforçou a liderança da Serie A depois de vencer o clássico desta noite com o AC Milan (2-0). Mandzukic e Cristiano Ronaldo foram os autores dos golos da Velha Senhora, que soma agora 34 pontos, mais 13 que o emblema de Milão (5.º classificado).