Sociedade

Taxa turística no Porto vai servir para pagar dez novos carros da PSP

Rui Moreira prometeu parte da receita à polícia

A Câmara municipal do Porto anunciou esta segunda-feira a sua disponibilidade para encaminhar parte da receita da taxa turística para que a PSP adquira dez novas viaturas.

"A Câmara do Porto está disponível para usar parte dessa receita para fornecer à PSP [Polícia de Segurança Pública] meios que lhe têm faltado para tornar mais eficaz o patrulhamento da cidade. Ou seja, iremos propor à tutela a entrega de dez viaturas que irão colmatar uma carência que existe nos meios da PSP", afirmou o presidente da autarquia, Rui Moreira, nas comemorações dos 80 anos da Polícia Municipal do Porto.

Rui Moreira adiantou que "serão viaturas elétricas ou de baixo teor de emissões, que permitirão mitigar os problemas de segurança que o número acrescido de pessoas provoca na cidade".

Por outro lado, o autarca disse esperar agora da tutela um esforço equivalente, no que diz respeito ao reforço de meios humanos. "O gesto que aqui anuncio hoje, da nossa disponibilidade de ajudar a PSP através da taxa turística, terá, seguramente, da parte da tutela acolhimento e equivalente esforço através do incremento de meios humanos que todos reconhecemos serem necessários", disse.

Para Rui Moreira, o momento de regeneração, física, cultural e social, que o Porto está a passar torna "absolutamente fulcrais" os fatores de segurança e de fiscalização.