Economia

Direito de Resposta: Transportes. Registadas cerca de 8.500 reclamações no 1º semestre do ano

Na passada edição do SOL, de 2 de novembro de 2018, foi publicado, na secção de Economia, um artigo noticiando a publicação, por parte da Autoridade de Mobilidade e Transportes (AMT), de um relatório sobre reclamações no mercado da mobilidade e transportes, relativos ao primeiro semestre de 2017.

Nesse relatório, que assinala uma redução global do número de reclamações, relativamente ao período homólogo do ano transato, é mencionada a Europcar, como tendo maior número de reclamações, atrás da CP, do Metro e da Transtejo.

Esta informação, carece ser devidamente contextualizada e explicada, para ser entendida nos seus precisos termos.

Em primeiro lugar, o tipo de serviço que a Europcar contratualiza com os seus clientes, é diverso, na sua natureza, do serviço de transportes públicos, com que a AMT a compara; na Europcar há um atendimento individualizado a cada cliente, muitas vezes com reservas oriundas de entidades terceiras, corporizado num contrato que abrange outras questões que não apenas o aluguer, como seguros, acessórios, combustível, caução, etc. Este quadro mais complexo, propicia a apresentação de reclamações, muito mais do que o ato de transporte coletivo de pessoas.

De qualquer forma, a Europcar, que é líder destacado de mercado em Portugal, celebrou no primeiro semestre de 2017, 242.916 contratos de aluguer, tendo tido 319 reclamações, o que equivale a 0,13%, ou seja, uma percentagem muito pouco significativa em qualquer ramo de atividade.

A Europcar sempre colocou a satisfação dos seus clientes, em primeiro lugar, tendo sido eleita escolha do consumidor em 2017 e 2018 e melhor rent o car de 2018, pela Publituris Portugal Travei Awards.

Muito agradecemos a publicação deste esclarecimento, nos termos do art. 24.º da Lei de Imprensa.

 

Paulo Moura

Diretor-Geral

 

Ver notícia aqui: Transportes. Registadas cerca de 8.500 reclamações no 1º semestre do ano