Desporto

Rúben Neves. "Vamos a Itália para ganhar"

O médio do Wolverhampton é totalista na Liga das Nações pela seleção nacional e garante não guardar ressentimentos por ter ficado fora do Mundial

Portugal só precisa de um empate em Itália para carimbar o apuramento para a final four da Liga das Nações, mas irá entrar em campo em Milão, no sábado, com o objetivo declarado de vencer a partida. Essa foi, pelo menos, a garantia deixada esta terça-feira por Rúben Neves, no primeiro contacto com os jornalistas após a concentração da seleção nacional.

"Portugal está focado no seu trabalho, entramos em todos os jogos para ganhar e agora, mesmo sabendo que nos basta um ponto para passar à final four, vamos entrar no jogo de igual forma. Vamos, desde o início, procurar a vitória, vamos encarar o jogo da Itália para ganhar. Sabemos que se isso acontecer, passamos diretamente à final four e é mais um desafio para nós", frisou o médio do Wolverhampton Wanderers.

Rúben Neves é totalista nos dois encontros realizados por Portugal na Liga das Nações - uma realidade curiosa depois de ter sido preterido da lista para o Mundial da Rússia. O médio de 21 anos assegura, ainda assim, não guardar quaisquer ressentimentos em relação a Fernando Santos. "Claro que não. Como já disse, Portugal tem um vasto leque de jogadores. Estava preparado se fosse chamado e se não fosse. O mister escolheu para o Campeonato do Mundo aqueles que achou melhor. Fiquei super tranquilo. Cabe-me esperar pela oportunidade para depois aproveitar da melhor forma", salientou, considerando "importantes" os regressos de José Fonte, Raphael Guerreiro e João Mário, três campeões europeus em 2016 que ainda não tinham sido chamados esta época. "Têm mais experiência e ajudam-nos no campo e mesmo fora dele na integração do grupo", sentenciou.