Politica

Salário mínimo acima dos 600 euros? Vieira da Silva diz que não está “em condições de responder”

O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, garante que empregadores estão satisfeitos com o aumento do salário mínimo para os 600 euros.

Durante a conferência de imprensa à saída da reunião de Concertação Social, quando questionado sobre um possível aumento do salário mínimo nacional, Vieira da Silva foi breve na resposta que deu: “Não estou em condições de responder a essa pergunta”.

O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social disse que o Governo “fixa o salário mínimo depois de ouvidos os parceiros sociais”, adiantando ainda que, no entendimento das associações representativas de empregadores “houve aprovação dos 600 euros que estão previstos pelo Governo”, tendo esta atualização sido tratada como “normal e expectável”.

No entanto, as organizações sindicais não estão de acordo, uma vez que esperavam que este aumento “fosse mais significativo”.

Além disso, o ministro disse ainda que “haverá mais uma reunião para aprofundar o debate”.