Sociedade

MP pondera recorrer da decisão de deixar Bruno de Carvalho em liberdade

O ex-presidente do Sporting e o líder da Juve Leo saíram esta quinta-feira em liberdade sujeitos a apresentação diária às autoridades


Bruno de Carvalho saiu esta quinta-feira em liberdade, mas o Ministério Público está a considerar recorrer da decisão.

“O Ministério Público encontra-se a analisar a decisão com vista a tomada de posição sobre eventual interposição de recurso”, disse fonte oficial da Procuradoria-Geral da República à Lusa.

A decisão do juiz de instrução Carlos Delca anunciada esta quinta-feira foi de não aplicar prisão preventiva ao ex-presidente do Sporting e ao líder da Juve Leo, Nuno Mendes, mais conhecido por Mustafá.

Tanto Bruno de Carvalho como Mustafá ficaram sujeitos a uma caução de 70 ml euros, tendo de se apresentar diariamente às autoridades.

Recorde-se que os dois arguidos foram detidos este domingo no âmbito das agressões à Academia do Sporting, em Alcochete, que aconteceram a 15 de maio. O processo tem mais 38 arguidos, estando todos eles em prisão preventiva.

Os comentários estão desactivados.