Desporto

Richarlison: "Escola? Era tão mau que reprovei e o professor era o meu tio!" (com vídeo)

Sinceridade desconcertante do avançado brasileiro que é figura no Everton de Marco Silva


Já vai sendo raro encontrar um exemplo de futebolistas que falem abertamente sobre qualquer assunto, numa era de domínio quase total dos clubes (ou seleções) até sobre o discurso que os jogadores devem adotar, mas por vezes ainda acontece. É o caso de Richarlison, internacional brasileiro que esta quinta-feira soltou uma verdadeira pérola durante a antevisão dos jogos que irão opor o Brasil a Uruguai e Camarões.

Tudo se precipitou quando o avançado foi questionado sobre o crescimento como jogador, depois de ter saído do Brasil para Inglaterra com 20 anos - representou na época passada o Watford e mudou-se este ano para o Everton, sendo em ambos os casos orientado por Marco Silva. Com uma sinceridade desconcertante, Richarlison abordou os momentos complicados por que passou na infância e explicou que desde sempre quis ser futebolista, tendo para isso negligenciado a escola... mesmo com algumas vantagens que podia ter aproveitado.

"Eu passei momentos muito difíceis na infância e era muito focado no futebol. Só queria saber de futebol e acho que não ia conseguir trabalhar noutra coisa. Na verdade, também não ia muito bem na escola – vamos dizer assim. Para vocês terem noção, eu chumbei em artes e o professor era o meu tio! Eu pensei: 'não vou fazer nada, ele é meu tio e vai passar-me'… mas cheguei ao final do ano e ele reprovou-me", revelou o jogador, proporcionando um momento divertido para os jornalistas que acompanhavam a conferência... e para todo o mundo, graças às redes sociais.

Veja aqui a confissão hilariante de Richarlison:

 

HAHAHAHAHAHAHAHHAH OLHA ESSA RESENHA! 😂😂
Deu mole, @richarlison97 ¯\_(ツ)_/¯ #SeleçãoBrasileira pic.twitter.com/yC7T2NAsq7

— Esporte Interativo (@Esp_Interativo) 14 de novembro de 2018