Vida

Sofia Baltar responde a Gabriela Barros: "Ela gozava constantemente comigo em cena" | Vídeo

Gabriela foi uma das convidadas da rubrica ‘Cala-te Boca’, da rádio Mega Hits e confessou que Sofia foi a atriz com quem menos gostou de trabalhar

DR  

Gabriela Barros e Sofia Baltar trabalharam juntas na série ‘Morangos com Açúcar’, da TVI. No passado mês de setembro, Gabriela foi uma das convidadas da rubrica ‘Cala-te Boca’, da rádio Mega Hits e confessou que Sofia foi a atriz com quem menos gostou de trabalhar.

“Foi infernal... horrível (…) Eu era muito boa atriz para fingir que éramos grande amigas”, confessou.

Contudo, Sofia Baltar não ficou indiferente a esta declarações e utizou agora o Instagram para responder.

 “O crime de calúnia é crime contra a honra objetiva, e está previsto no art.138 do Código Penal. A intenção do agente ao cometer o crime de calúnia é de lesionar a honra objetiva da vítima. A honra objetiva, como visto anteriormente, é a imagem social que o indivíduo possui perante a sociedade”, escreveu na legenda da publicação.

Através de vídeos, a atriz explicou como encarou as declarações de Gabriela Barrros.

 “Em primeiro lugar pelo que eu vi na entrevista ela tem um riso de felicidade extrema e até maléfico, com uma afirmação que ela diz sem nexo nenhum que é poder falar mal de mim, porque eu já não trabalho”, começa por dizer.

“Depois a forma como ela se ri maleficamente ou a felicidade que ela pronuncia acerca desse facto, de ela acreditar que eu não trabalho, é de uma pessoa que não tem senso comum do que é a vida, porque eu tenho dois filhos e se eu não trabalho como é que lhes dou de comer? E o facto dela se estar a rir disso demonstra a má pessoa que ela é”, acrescentou.

“Difamação é crime. Posso dizer que foi um inferno trabalhar com ela, porque durante muitos anos sofri consequências desta pessoa que era a protagonista da novela e que simplesmente não queria ensaiar texto comigo. Desde o primeiro dia se recusou porque não gostava de mim e constantemente inventou e criou intrigas acerca de mim, até que fez com que quase ninguém se desse comigo. Como era uma miúda, vinha do Porto e estava sozinha, não tinha capacidade nem maturidade para lidar com toda esta maldade e competitividade”, explicou.

“Acabei por me isolar. Ela gozava constantemente comigo em cena. Muitas vezes fui ter com ela e perguntei porque não era minha amiga. No fundo estava a ser pisada e a pôr-me a jeito. (…) Acabou por se tornar gravíssimo. (…) Entrei num estado de pânico total durante anos da minha vida. E tudo começou por causa da Gabriela Barros", garante. 

"Hoje não guardo qualquer rancor à Gabriela. As coisas só aconteceram porque eu não me soube defender. Eu é que deveria ter tomado consciência de que deveria ter exposto o assunto às pessoas que tivessem autoridade para pararem com aquilo tudo", referiu.

"Agora com isto tudo, olhando para trás, eu decifrei que no fundo viste-me como a tua maior ameaça, porque tu foste fazer o casting para protagonista e eu já estava escolhida para Inês e eles quiseram que eu fosse cantar com o David Carreira, porque desde o início queriam que eu fosse a protagonista.", afirmou, dirigindo-se a Gabriela Barros.

"Sou uma pessoa muito emotiva e tenho orgulho nisso. E digo-te: obrigada por tudo. Senão eu não estaria aqui hoje. A verdade é que diariamente convivo com pessoas incríveis, com um talento enorme, e que são humanas e não há nada de competitividade, porque sabem que isto vai acabar. Portanto reflete e cresce", concluiu.