Sociedade

MP pede renovação da prisão preventiva dos 38 detidos do processo de Alcochete

Processo conta com um total de 4441 crimes

MP pede renovação da prisão preventiva dos 38 detidos do processo de Alcochete

O Ministério Público pediu, esta sexta-feira, a renovação da prisão preventiva aplicada aos 38 arguidos do processo do ataque à Academia do Sporting, em Alcochete, avança a SIC Notícias.

Recorde-se que, no âmbito do mesmo processo, o ex-presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi acusado pelo Ministério Público de 98 crimes, como terrorismo, sequestro e ofensa à integridade física qualificada.

O ataque que motivou o processo ocorreu no dia 15 de maio, quando alguns jogadores e funcionários do Sporting foram atacados na academia do clube, em Alcochete, por um grupo de cerca de 40 alegados membros da Juve Leo encapuzados.

No próprio dia foram detidas 23 pessoas, tendo sido feitas, posteriormente mais detenções, do total há 38 pessoas detidas em prisão preventiva, cujo prazo máximo está a terminar.

Sublinhe-se que Bruno de Carvalho e o líder da claque Juventude Leonina, Nuno Mendes, mais conhecido por Mustafá, vão aguardar julgamento em liberdade, não lhes tendo sido decretada prisão preventiva, ao contrário dos outros 38 arguidos.

Os comentários estão desactivados.