Internacional

Suspeitos de matar empresário português usaram resgate para comprar carro

Os raptores pediram um resgate de 900 mil meticais para libertar o empresário mas acabaram por o matar

DR  

Três homens foram detidos pela polícia moçambicana por suspeita de terem sequestrado e matado o empresário português José Paulo Antunes Caetano. O corpo do empresário apareceu pouco tempo depois de a família pagar o resgate pedido.

José Paulo Caetano desapareceu a 9 de novembro depois de ter sido contactado por um cliente que o convidou para ver uma máquina de terraplanagem. O corpo apareceu 24 horas depois com ferimento no pescoço que indicavam que o empresário tinha sido degolado.

Segundo o Serviço Nacional de Investigação Criminal moçambicano, citado pelos media nacionais, os suspeitos tinham garantido à família que entregariam o empresário vivo depois de receber o resgate de 900 mil meticais (cerca de 13 mil euros). No entanto, os raptores acabaram por matar o empresário.

Os suspeitos têm ainda precedentes de crimes de roubo violentos e os ladrões utilizaram o valor do resgate para comprarem um carro, que acabou por ser apreendido pelas autoridades. Os Serviços Nacionais de Investigação Criminal moçambicano encontraram ainda dois telemóveis do empresário português.