Vida

Descobriu que o noivo a traía horas antes do casamento e decidiu dar-lhe uma lição

No momento de ler os votos, em vez de uma declaração de amor, Casey leu, à frente de toda a gente, as mensagens que o namorado enviava à amante

Faltavam poucas horas par o seu casamento, quando a noiva recebeu uma série de mensagens enviadas pelo seu namorado para outras mulheres. Mesmo desolada, Casey (nome fictício atribuído pelo blog australiano Whimm) decidiu usar a cerimónia para confrontar Alex (também nome fictício).

“Era suposto este ser o dia mais feliz da minha vida. Em vez disso, sabia que seria o fim da minha relação de sonho e todos iriam testemunhar isso”, revelou Casey à publicação contando que durante a despedida de solteira o “telemóvel começou a vibrar intensamente” com “uma série de mensagens com capturas de ecrã”.

O número de origem era desconhecido da noiva, mas uma mensagem fê-la pensar: “Eu nunca me casaria com ele. Tu casavas?”, questionava o remetente.

Mensagens como “este fim de semana. Tu e eu” ou “o teu corpo é mesmo incrível. E tu sabes como usá-lo. Queria que a minha namorada tivesse metade das tuas capacidades” ou até mesmo “tenho tantas saudades tuas. Não consigo parar de pensar em ti. Nunca tive este tipo de relação com ninguém” são alguns dos exemplos que Casey recebeu naquela noite.

No entanto, e apesar do conselho das damas de honor para que acabasse logo com o casamento, a noiva decidiu avançar com a cerimónia.

Ao chegar ao altar, no momento de ler os votos, Casey começou a ler as várias mensagens que tinha recebido na noite anterior. “O choque apoderou-se dos convidados e Alex tentou agarrar-me nas mãos, mas eu mandei as flores para o chão para lhe mostrar o meu telemóvel”, conta. “Li todas as mensagens que ela [a amante] me mandou. Com cada palavra que dizia, Alex ia ficando cada vez mais pálido. Olhei-o nos olhos e ele nada teve para me dizer”, acrescenta.

Mesmo depois do noivo ter abandonado a cerimónia sem pedir desculpa aos convidados, Casey decidiu que não se deveria desperdiçar a festa e, dirigindo-se aos convidados pediu para que se aproveitasse o dia para “celebrar a honestidade, o amor próprio e a procura do amor verdadeiro”.