Sociedade

Preso tenta fugir mas escorrega e volta a cair para dentro da prisão de Coimbra

Já cumpriu quase 30 anos atrás das grandes, sendo um presos portugueses com mais tempo de prisão

Preso tenta fugir mas escorrega e volta a cair para dentro da prisão de Coimbra

O homem de 55 anos quase que conseguiu fugir da prisão de Coimbra, ainda escalou um muro, mas desequilibrou-se e voltou a cair para dentro das instalações da cadeia.

Conhecido como David e com quase 30 anos, não consecutivos, de prisão cumpridos é um dos presos portugueses com mais tempo atrás das grades, segundo o Correio da Manhã.

O prisioneiro terá construído uma escada na própria oficina da prisão e aproveitou a formação, após o trabalho, dos outros prisioneiros para correr para um muro junto à portaria, que ainda conseguiu trepar.

Já em cima do muro, David preparava-se para aceder a uma torre de vigilância, que lhe daria acesso ao exterior, quando escorregou e caiu para dentro da prisão, escreve o mesmo jornal.

Os Serviços Prisionais confirmam a tentativa de fuga, mas negam que o prisioneiro tenha chegado a uma zona que lhe daria acesso ao exterior da prisão. O homem está agora em cela disciplinar, tendo sido ordenada a instalação de vedação laminada e a colocação de um guarda em permanência na torre de vigia, junto à portaria.

David tinha voltado à prisão há pouco tempo, após cerca de quatro anos de liberdade condicional, foi preso por roubo à mão armada, sendo obrigado a cumprir os restantes sete anos da pena. O prisioneiro tem ainda mais um cúmulo jurídico de 12 anos, a juntar à atual pena, também por crimes de roubos à mão armada e falsificação de documentos.

Os comentários estão desactivados.