Politica

Costa garantiu apoio a Angola no combate à corrupção

António Costa revelou que Angola já pagou metade da dívida que tinha como os empresários portugueses

“Portugal está disponível para colaborar com as autoridades angolanas no que diz respeito ao combate à corrupção, promoção da concorrência leal e à recuperação de capitais, que estejam indevidamente titulados”, disse esta sexta-feira António Costa, no âmbito do segundo dia de visita oficial do presidente Angola, João Lourenço, a Portugal.

Para o primeiro-ministro português, o que "importa aqui é dar o seu a quem é seu, atribuir a titularidade do capital a quem o deve ser e não à localização onde o capital se encontra localizado”, acrescentando que Angola já pagou metade da dívida que tinha para com os empresários portugueses. “O processo tem avançado e neste momento estão certificados 200 milhões de euros de dívida e pagos cerca de 100 milhões, ou seja, metade”, revelou.

António Costa lembrou ainda a visita que fez a Angola, em setembro, onde foi “possível fazer um ponto de situação público de um processo que já decorria há vários meses”.

“É um processo em curso, em que as autoridades angolanas têm feito um esforço muito grande de contribuir para o pagamento destas dividas e para permitir que haja uma relação de confiança forte por partes das empresas portuguesas em relação a Angola”, concluiu o primeiro-ministro, que discursava acompanhado por João Lourenço.