Desporto

Fórmula 1. Alonso despede-se este domingo

Espanhol faz no domingo o último GP da carreira, em Abu Dhabi, no circuito de Yas Marina.

 

Era um adeus anunciado já que o piloto espanhol Fernando Alonso havia confirmado, a meio da temporada, que esta seria a sua última época na Fórmula 1. 

Mas agora o fim está muito próximo. "Eu adoro a Fórmula 1, vou continuar a amá-la. Não sei se um dia volto como piloto... ou como chefe da F1!", brincou o piloto espanhol, que fará no domingo o último GP da carreira, em Abu Dhabi, no circuito de Yas Marina.

Desafiado a escolher o seu maior rival, o espanhol da McLaren respondeu: "É difícil escolher só um mas, se tivesse mesmo, seria Michael Schumacher, mais a nível emocional do que técnico. Porque quando cheguei ele dominava este desporto e via-o sempre a ganhar. E, de repente, lá estava eu, lado a lado com ele. Foi muito emocionante".

Aos 37 anos, Alonso (McLaren) encontra-se atualmente a cumprir a 17.ª temporada na F1, prova em que acumulou 32 vitórias, 22 pole positions e 97 pódios até o momento. A primeira aparição do espanhol aconteceu no Grande Prémio da Austrália de 2001, pela Minardi, embora tenha sido pela Renault que alcançou o bicampeonato mundial, em 2005 e 2006.

Além dos dois títulos, sagrou-se ainda vice-campeão por três vezes, em 2010, 2012 e 2013, pela Ferrari. 

Em agosto, quando tornou oficial a sua decisão de deixar a F1, confessou que esta foi uma opção pensada durante "vários meses" e que estava "na hora de seguir em frente". “Depois de 17 anos maravilhosos neste desporto incrível, é hora de fazer uma mudança e seguir em frente. Aproveitei cada minuto dessas incríveis temporadas e não tenho como agradecer a todas as pessoas que contribuíram para torná-las tão especiais”, declarou em agosto passado.

Futuro Ainda antes das declarações do espanhol, foi a McLaren, equipa atual de Alonso, a tornar pública a decisão do piloto. Zak Brown, diretor da equipa inglesa, lembrou que Alonso será sempre um embaixador da equipa e do automobilismo. “Fernando não só é um embaixador fora de série da McLaren, como também da F1. Foram 17 anos no desporto, podendo ser considerado o grande piloto da sua geração e certamente um dos grandes da F1”, comentou na mesma altura. 

Com a confirmação da sua retirada o próximo destino do piloto pode mesmo vir a ser a Fórmula Indy, uma vez que Fernando Alonso já mostrou o desejo em vencer a Indy 500 e assim conquistar a Tripla Coroa: ganhar o GP do Mónaco de F1, as 24H de Le Mans e a Indy 500.