Sociedade

Madeira: Polícias reivindicam subsídio de insularidade

Polícias vão fazer vigília no Funchal, num protesto que conta com a presença de dez sindicatos

DR  

Dez sindicatos da PSP unem-se amanhã para um protesto em frente ao Palácio de São Lourenço, residêncida oficial do representante da República, no Funchal, para reivindicar o direito ao subsídio de insularidade.

Ao i a Organização Sindical de Polícias (OSP) diz que querem colocar o assunto em cima da mesa com esta vigilia, alertando que é preciso repor este subsídio na Madeira e nos Açores.

"O subsídio de insularidade é um direito previsto na legislação presente que nunca deixou de estar plasmado em legislação, no entanto em tempo foi retirado esse direito", explicou ao i Pedro Carmo, da OSP.
O responsável adiantou ainda que "embora tenha por diversas vezes sido reenvendicado esse direito nada mudou".
 
"Vamos mais uma vez colocar este assunto em cima da mesa com esta vogilia de dez sindicatos para alertar e pedir mais uma vez ao poder político este direito em tempo tirado aos Polícias ao serviço nas regiões autónomas da Madeira e Açores", concluiu.
 
A 22 de outubro já tinha sido feita uma concentração em frente aos Comandos de Polícia, incluindo o Comando regional de Polícia na Madeira, organizada pela Organização Sindical de Polícias.

O protesto contará com a participação da OSP, que terá dado o pontapé de saída com essa concentração, da SPPOL, ASPP, SILP, SPP, SVCP, SINAPOL, SUP e SNCC.