Desporto

Palmeiras, de Scolari, sagra-se campeão brasileiro com golo solitário de ex-Benfica

Verdão chega ao título na penúltima jornada do Brasileirão graças ao golo solitário de Deyverson, que integrou a B dos encarnados e a equipa principal do Belenenses

Com cinco pontos de vantagem em relação ao Flamengo, 2.º classificado do Brasileirão, que venceu hoje (2-0) o Cruzeiro, o Palmeiras, orientado por Luiz Felipe Scolari, sabia que estava obrigado a vencer para ser campeão brasileiro antes da última ronda da prova. Contudo, o empate parecia teimar num marcador que até aos 70 minutos não se alterou.

Deyverson foi o autor do golo solitário do Verdão, aos 72 minutos, que permitiu que a festa se fizesse já este domingo por São Paulo. O ponta de lança não é um desconhecido no futebol português já que integrou a equipa principal do Belenenses na época 2014/15 e 2015/16 e, ainda antes disso, fez parte da equipa B do Benfica, por onde passou em 2012/13 e 2013/14. 

Com o triunfo, o Palmeiras garantiu o seu 10.º título de campeão brasileiro da história.

Destaque também para a vitória de Felipão, técnico que soma o seu primeiro título no Verdão, clube a que chegou em julho passado. 

Aos 70 anos, e precisamente 22 anos depois de ter conquistado pela primeira vez o título brasileiro, então ao comando do Grémio, Scolari soma mais um troféu ao seu currículo, onde conta, entre outros, com duas Libertadores (Grémio e Palmeiras) e um Campeonato do Mundo, pelo Brasil em 2002. Recorde-se que antes de aterrar no comando técnico do Palmeiras, Scolari sagrou-se tricampeão chinês com o Guangzhou Evergrande. 

Quando foi nomeado para render Roger Machado na equipa paulista, muitas foram as críticas no Brasil. 

Na altura disse: “Eu faço o meu trabalho. Se estiver a trabalhar bem, depois a avaliação é feita pela direção e pelos adeptos. O que dizem não muda nada”.

Agora, com o título na mão, Felipão sabe que a melhor resposta tem na mão. O troféu.