Vida

"Somos um bando de irresponsáveis caprichosos" | FOTO

As críticas de Maria Botelho Moniz no Instagram

DR  

Maria Botelho Moniz decidiu interromper as suas férias na Florida, nos EUA, para deixar um recado nas redes sociais. A apresentadora esteve no Everglades National Park e não conseguiu ficar indiferente ao que viu.

“Nestes pântanos vivem jacarés, tartarugas, ursos, e todo o tipo de peixes e pássaros. Todos eles ameaçados pelas cobras piton, que nem sequer são originárias daqui. O que é que aconteceu? O Homem”, escreveu a comentadora do programa Passadeira Vermelha, na SIC.

“Começámos a achar graça ter cobras em casa e, quando já não nos apeteceu tê-las como animais de estimação, atirámo-las para o pântano mais próximo. Multiplicam-se e crescem metros sem fim, e comem tudo o que veem”, acrescentou.

“O passeio de barco pelos pântanos foi incrível, é mágico ver estes bichos de aspeto pré-histórico de perto e no seu habitat natural. Mas saí a pensar que somos um bando de irresponsáveis caprichosos. Que giro que é ter uma cobra. Que fácil que é deixá-las num pântano quando nos fartamos. Os jacarés e os outros animais daqui, não duram muito mais tempo. E a culpa é nossa”, concluiu Maria Botelho Moniz.

View this post on Instagram

Larry, três anos de puro músculo maciço. É a atração mais requisitada do Everglades National Park, uma área protegida no sul da Florida. Nestes pântanos vivem jacarés, tartarugas, ursos, e todo o tipo de peixes e pássaros. Todos eles ameaçados pelas cobras piton, que nem sequer são originárias daqui. O que é que aconteceu? O Homem. Começámos a achar graça ter cobras em casa e, quando já não nos apeteceu tê-las como animais de estimação, atirámo-las para o pântano mais próximo. Multiplicam-se e crescem metros sem fim, e comem tudo o que vêm. Uma mãe jacaré que vimos hoje pôs 40 ovos na semana passada. Não duraram 24h. Foram todos comidos por pitons, deitadas ao pântano por uns quaisquer donos sem mais vontade de as ter. Os locais caçam-nas, o Estado paga pela sua captura porque toda a ajuda é pouca. Mas dentro da área protegida, têm de ser caçadas 'à mão' pois disparar armas é proibido. O passeio de barco pelos pântanos foi incrível, é mágico ver estes bichos de aspecto pré-histórico de perto e no seu habitat natural. Mas saí a pensar que somos um bando de irresponsáveis caprichosos. Que giro que é ter uma cobra. Que fácil que é deixá-las num pântano quando nos fartamos. Os jacarés e os outros animais daqui, não duram muito mais tempo. E a culpa é nossa. 🐊

A post shared by Maria Botelho Moniz (@mariabotelhomoniz) on