Internacional

Lava Jato. Lula da Silva acusado de influenciar negócios na Guiné Equatorial

Trata-se da primeira acusação da equipa da operação Lava Jato.

O ex-presidente do Brasil, Lula da Silva, foi acusado de lavagem de dinheiro pela equipa da operação Lava Jato em São Paulo, no Brasil.

O antigo líder brasileiro foi acusado de intervir junto do presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, de forma a influenciar as decisões do governante, para que o grupo brasileiro AGR saísse beneficiado dos negócios.

A informação é avançada por vários meios de comunicação brasileiros, que afirmam que a equipa que investiga a Lava Jato já avançou com a primeira acusação contra Lula da Silva.

A imprensa brasileira escreve ainda que Lula terá recebido cerca de um milhão de reais pela intervenção no negócio, entre 2011 e junho de 2012.