Economia

Altice prepara-se para reforçar investimento em Portugal

A Altice Portugal prepara-se para reforçar o investimento feito no país já nos próximos três anos. 

O anúncio foi feito esta terça-feira durante uma reunião que juntou centenas de trabalhadores da empresa na Altice Arena, em Lisboa.

A reunião era para ter acontecido numa outra altura, mas o facto de ter sido registada uma melhoria nos resultados financeiros e operacionais antes do previsto fez com que fosse antecipada. O principal objetivo foi desenhar aquilo que serão as linhas estratégicas para o triénio 2019-2021.

O i sabe ainda que foram os resultados e o aumento de velocidade da operação e ação da Altice Portugal no país a ditar o mote de toda a estratégia anunciada: Haverá mais investimento, inovação, tecnologia, proximidade e ambição nos próximos anos. 

Receitas Meo A Altice Portugal fechou o terceiro trimestre deste ano com as receitas totais a subir 1,8% face ao trimestre anterior, para 525,4 milhões de euros. Ainda assim, a informação avançada pela dona do Meo mostra também uma ligeira quebra face a período do ano passado, altura em que a operadora registou receitas de 526,9 milhões. 

Em nota enviada na semana passada às redações, a operadora de telecomunicações destacou que “a evolução face a igual período do ano anterior é positiva e praticamente atingiu o ponto de inflexão, mantendo a fortíssima trajetória de recuperação”.

Já o EBITDA (resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) no terceiro trimestre fixou-se nos 226,2 milhões de euros, mais 1,8% do que face ao trimestre anterior. Ainda assim, recorde-se que, há um ano, a companhia registava um EBITDA de 238,7 milhões.

A operadora justifica a melhoria com o aumento do número de clientes do segmento fixo. Pode mesmo dizer-se que a base de clientes registou um aumento de 8 mil adições líquidas, “sendo o melhor trimestre nos últimos seis anos consecutivos”. 

 A estes dados, o Meo acrescenta que, durante o período em análise, foram adicionados à base de clientes “44 mil clientes em fibra, o que representa um crescimento de 27%”.

Já no campo do negócio móvel, pode dizer-se, de acordo com os dados da operadora, houve um aumento no universo de novos subscritores: mais 37 mil. A companhia destaca que este valor é “2,4 vezes mais que no trimestre homólogo de 2017 (mais 15 mil)”. O Meo fechou assim o período com 2,927 milhões de clientes nos tarifários pós-pagos móveis.
Importa ainda referir que foram investidos pela operadora, no trimestre em questão, 92 milhões de euros, para um investimento acumulado, até ao final de setembro, de 303 milhões de euros – um valor semelhante ao registado no período homólogo.

A empresa destaca sobretudo que, “com base nos dados relativos ao segundo trimestre de 2018, divulgados recentemente pela Anacom, a Altice Portugal reforçou as suas quotas de mercado nos principais serviços de telecomunicações, tendo passado a liderar todas as ofertas de pacotes de serviços de telecomunicações, passando agora a ser também líder na única oferta em que ainda não o era, no Triple Play, atingindo 34,5% de Quota de Mercado”