Desporto

As razões que levaram Carrillo a deixar o Benfica

O internacional peruano está atualmente cedido aos sauditas do Al-Hilal, de Jorge Jesus

André Carrillo representa atualmente o Al-Hilal de Jorge Jesus, após ter estado emprestado durante um ano aos ingleses do Watford. 

O internacional peruano que pertence aos quadros do Benfica disse que após o Mundial2018 teve várias propostas, mas que o facto de querer jogar todos os fins de semana pesou na decisão de seguir para a Riade, onde sabia, aliás, que iria reencontrar Jorge Jesus, outra das razões que o fez optar pelo emblema saudita. 

Por último, mas não menos importante, o factor económico.

"No final do Mundial tinha hipótese de continuar no Benfica, mais três ou quatro opções na Europa, mas nada me convenceu. Provavelmente ia lutar para não descer em algumas equipas, enquanto em equipas grandes não ia ter muitas chances de jogar. Optei por vir para uma grande equipa deste país, jogar todos os fins de semana. Além disso, já conhecia o treinador", revelou em entrevista no programa Fútbol Como Cancha, da RPP Notícias.

"A parte económica foi um ponto importante. Como todos os jogadores, também penso nisso. É um contrato que na Europa não te dão, por isso foi uma parte importante na minha decisão", confessou.

O Al-Hilal pagou 4 milhões de euros ao Benfica pelo empréstimo de Carrillo.