Politica

Esquerda chumba fim do adicional ao ISP

PSD e CDS ficaram isolados na eliminação de adicional ao imposto sobre os produtos petrolíferos

A Esquerda e o PAN chumbaram esta terça-feira a eliminação ao ISP pedida tanto pelo PSD como pelo CDS no Orçamento do Estado para 2019. Os sociais-democratas pediram que a votação das duas propostas fossem votadas em conjunto.

O governo, recorde-se, já publicou a portaria que reduz em três cêntimos o ISP para a gasolina, mas deixou de fora o gasóleo. Pedro Mota Soares, do CDS, ainda tentou colocar pressão junto do PCP e do Bloco por causa da votação, feita em junho, de eliminar o ISP. O processo foi abortado em sede de especialidade e remetido para o Orçamento de 2019.  "Marcámos um encontro para este dia. Hoje é o dia", afirmou o deputado centrista. Mas não teve êxito.