Vida

A morte que está a chocar Inglaterra: Lady Beth era a filha de um dos homens mais ricos do país

Jovem tinha 18 anos e uma vida marcada pelas drogas e prostituição

DR  

Lady Beth Douglas, filha do marquês de Queensberry, uma das famílias mais ricas de Inglaterra, tinha 18 anos quando foi encontrada morta pelo namorado, em março deste ano, devido a uma overdose de heroína e cocaína. Agora, meses depois, o caso continua a dar que falar, depois de ser conhecido que a morte ocorreu após uma festa que durou dois dias.

Durante a investigação, a família denunciou várias vezes que não estavam a ser feitos os esforços necessários para identificar as pessoas que contribuíram para a morte de Lady Beth.

Segundo o Daily Mail, o dono da casa onde a jovem morreu, num dos bairros mais caros de Londres, era um conhecido traficante de drogas. O mesmo jornal escreve que este nunca prestou declarações.

O namorado, Jenan Karagoli, de 21 anos, citado pelo Daily Mail, admitiu que a jovem passou pelo menos dois dias a beber e a consumir drogas.

Lady Beth Douglas era filha de uma tailandesa que se casou com David Queensberry. A jovem enfrentava há vários anos problemas de anorexia, transtorno de personalidade e bipolaridade.

Quando tinha apenas oito anos, os pais de Lady Beth divorciaram-se e um dos seus irmãos suicidou-se. Depois disso, a jovem começou a automutilar-se e a vender serviços sexuais através da internet para conseguir dinheiro para drogas.

Terá sido devido à dependência de drogas que Lady beth acabou por se prostituir, sendo esta uma das razões apontadas para estar na festa onde acabou por morrer.