Economia

Avaliação das casas atinge novo máximo

Algarve é a zona do país onde o metro quadrado é mais caro 

A avaliação que os bancos atribuem às casas continua a aumentar e atingiu máximo em outubro. 

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), no último mês, o preço do metro quadrado chegou aos 1.121 euros. Um máximo dos últimos dez anos e o 19.º aumento consecutivo.

O valor médio de avaliação bancária registou um aumento de sete euros face a setembro. Em comparação com o período homólogo esta foi superior em 71 euros. 

“A nível regional, a maior subida para o conjunto da habitação registou-se no Algarve (1,2%), tendo-se verificado descidas na Região Autónoma da Madeira (-0,1%) e dos Açores (-0,2%)”, pode ler-se no site do INE. Em termos homólogos, o Algarve registou a mais alta variação homóloga com 9,4, a Madeira, por outro lado, registou a menor (3,7%).

A zona sul do país é assim a mais cara, com o metro quadrado avaliado em 1.586, à frente da área metropolitana de Lisboa onde o metro quadrado é avaliado em 1.483 euros.