Economia

Altice acusa ANACOM de “falsidade”

Em causa está os preços praticados na TDT

A Altice acusou esta sexta-feira a ANACOM de “falsidade”. Em causa estão as declarações do presidente da reguladora sobre os preços praticados na TDT.

“É falsa a declaração hoje [sexta-feira] feita pelo presidente da ANACOM que referiu que ‘os preços atualmente em vigor (…) ultrapassam o limite do preço apresentado na proposta que venceu o concurso público”, pode ler-se no comunicado enviado às redações.

A empresa de comunicação garante que “os preços praticados estão abaixo dos preços apresentados no concurso”, que “os preços praticados com os operadores de televisão são mesmo bastante inferiores aos preços que a Altice Portugal incluiu na proposta vencedora do concurso público” e que “estes preços estão abaixo dos custos, como a própria ANACOM reconhece”.

“Preocupa a Altice Portugal o impacto negativo que esta decisão poderá vir a para o futuro da TDT em Portugal, a sua eventual degradação e continuidade, assim como o impacto para os cidadãos que são utilizadores desta plataforma, cabendo ao Regulador e ao Governo travar este caminho desde já”, pode ainda ler-se na nota emitida.

Segundo a empresa de comunicação, o regulador "deverá ainda explicar aos autarcas de todo o nosso território, num futuro próximo, porque é que o operador pode ter de suspender o rumo de investimento que tem vindo a fazer no país e porque razão deixará de fazer reajustes extracontratuais e gratuitos, tantas vezes solicitados pelos Presidentes de Câmara, situações a que muito temos acudido de Norte a Sul do país, aumentando cobertura e por consequência qualidade de serviço".