Vida

Fox e National Geographic investigam acusações de assédio sexual a Neil deGrasse

Na última quinta-feira, o portal religioso Patheos publicou um artigo no qual o astrofísico era acusado por duas mulheres de comportamentos abusivos

DR  

A Fox e a National Geographic estão a investigar as acusações de assédio sexual ao astrofísico e apresentador Neil deGrasse.

Segundo fontes das emissoras, citadas pela revista The Hollywood Reporter, a Fox e a National Geographic dizem estar “comprometidos com uma investigação profunda sobre este tema", acrescentando ainda que irão atuar assim que houver conclusões.

Na última quinta-feira, o portal religioso Patheos publicou um artigo no qual o astrofísico era acusado por duas mulheres de comportamentos abusivos.

Katelyn N. Allers, professora associada de Física e Astronomia na Universidade Bucknell, e Ashley Watson, que foi assistente de Tyson, acusaram o astrofísico, de 60 anos, de tocá-las de forma "inadequada" e de "fazer insinuações sexuais explícitas".

As acusações junta-se a uma anterior, feita em 2014 por Tchiya Amet, em que Tyson é acusado de violação.

O astrofísico já reagiu, através do Facebook, e negou as acusações. Tyson lamenta “o clima ‘’me too’ criado” e diz-se disponível para colaborar com uma “investigação imparcial”.