Sociedade

Marcelo afirma que presença do papa em Portugal seria "uma magnífica notícia"

O chefe de Estado acrescenta ainda que é preciso "esperar" pela palavra do papa Francisco

Marcelo Rebelo de Sousa comentou esta segunda-feira a notícia avançada no sábado de que as Jornadas Mundiais da Juventude de 2022, presididas pelo papa, se vão realizar em Portugal.

Segundo o Presidente da República seria “uma magnífica notícia”, mas garante que é necessário esperar pela “palavra do papa Francisco”.

"Isso a palavra é do papa Francisco e ele não a dará antes do Panamá, antes das Jornadas de janeiro, vamos esperar", disse Marcelo, à margem de uma sessão da iniciativa “Jornalistas no Palácio”, acerca da notícia avançada pelo site Religionline.

O chefe de Estado realça ainda o facto de existirem mais candidatos a receber o evento.

"Seria uma magnífica notícia para Portugal, mas vamos esperar se se confirma porque há mais candidatos", referiu.

Recorde-se que o anúncio oficial da escolha de Portugal para receber o evento deveria ser feito pelo Papa Francisco, no Panamá, durante a realização das Jornadas Mundiais da Juventude de 2019, que vão decorrer naquele país entre 23 e 27 de janeiro.

Segundo o Jornal de Notícias, a divulgação antecipada da vinda do Papa a Portugal para presidir as jornadas incomodou os responsáveis da Igreja Católica, sendo que há quem suspeitasse que a fuga de informação tinha tido origem na Presidência. No entanto, fonte oficial de Belém afastou essa hipótese.