Economia

Qatar deixa OPEP em 2019

O Qatar surpreendeu tudo e todos com a decisão de abandonar, já em janeiro do próximo ano, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP). 

O ministro de Energia deste país explica que o principal foco será o gás natural, até porque, como explicou Saad Al-Kaabi, é importante não esquecer que o Qatar é já o maior exportador mundial de gás natural em estado líquido. Ainda assim, fica também muito claro que o Qatar continuará a produzir petróleo. 

O facto de o Qatar ser membro da OPEP desde 1961 fez com que muitos não contassem com esta saída. Depois de muitos questionarem o motivo que levou o país a bater a porta à OPEP, o ministro explicou que a posição, já comunicada à organização, “não tem nada que ver com o bloqueio económico” que a Arábia Saudita, Emirados Árabes e Egito impuseram a Doha desde junho do ano passado.

O país entende que é preciso ter um estratégia muito definida a longo prazo e é aqui que se enquadra esta mudança de rumo. Na conferência de imprensa, Saad Al-Kaabi fez saber que “esta foi uma decisão sobre o que é correto para o Qatar a longo prazo”.