Internacional

Cirurgia de 25 horas com 100 médicos devolvem sorriso a Cameron| Vídeo

A transformação foi partilhada num vídeo da instituição médica

Chama-se Cameron Underwood e, depois de se tentar suicidar, ficou com graves lesões no rosto. Em janeiro, Cameron foi submetido a uma complexa intervenção cirúrgica que demorou 25 horas e contou com uma centena de médicos. Os resultados, que permitiram ao homem, de 26 anos, voltar a sorrir, falar e a comer com normalidade, foram agora tornados públicos.

A operação médica aconteceu 18 meses depois do incidente que, em 2016, deixou Cameron irreconhecível, escreve a BBC.

"Agora tenho um nariz e uma boca e posso sorrir novamente, falar e comer comida sólida", referiu o homem, durante uma conferência no centro médico Langone, em Nova Iorque.

“Estou extremamente grato pelo transplante. Agora sinto que tenho uma segunda oportunidade para viver", confessou.

Eduardo Rodriguez foi quem chefiou a intervenção cirúrgica. Segundo o médico, “o Cameron assumiu os compromissos necessários".

"O Cameron não viveu com a lesão por uma década ou mais, como a maioria dos outros recetores de transplante facial...Como resultado, ele não teve que lidar com muitos dos problemas psicossociais de longo prazo que muitas vezes levam a problemas como depressão grave, abuso de substâncias e outros comportamentos potencialmente prejudiciais", acrescentou.

A cirurgia consistiu em transplantar e reconstruiu a mandíbula superior e inferior de Cameron, incluindo todos os 32 dentes e as gengivas.

A transformação foi partilhada num vídeo da instituição médica.

Segundo o centro de medicina, esta foi a operação de rosto mais avançada da história em que usou uma impressora 3D.