Internacional

Estudantes franceses em protesto incendeiam liceu em Toulouse

A manifestação dos 'coletes amarelos' motivou uma maior adesão ao protesto dos estudantes contra a reforma dos exames finais

Vários estudantes franceses em protesto provocaram esta terça-feira perturbações em diversas escolas secundárias em França. Um dos liceus chegou mesmo a ser incendiado pelos manifestantes, avança a AFP.

O liceu Blagnac, em Toulouse, foi destruído por completo depois de um incêndio provocado pelos estudantes que se manifestam contra as reformas do exame final do secundário (bac), a plataforma de acesso ao ensino superior Parcoursup e a criação de um serviço nacional universal.

Estas reivindicações não são novas, no entanto o protesto 'coletes amarelos', que nas últimas semanas tem deixado um rasto de destruição em várias cidades francesas, foi responsável por uma maior mobilização dos jovens.

Para além do caso do liceu Blagnac, foram registados vários incêndios provocados por manifestantes junto a outros estabelecimentos escolares. Num dos casos, um jovem que integrava o grupo de protestantes foi gravemente ferido pelas chamas, segundo o comunicado enviado pelo perfeito do departamento e pela academia de Toulouse.

O protesto tem decorrido em várias cidades do país: em Marselha a polícia foi forçada a intervir recorrendo a gás lacrimogéneo depois de os estudantes terem ateado fogo às instalações da escola Victor Hugo. 21 liceus e três colégios foram afetados pela manifestação em Seine-Saint-Denis e outros 15 em Val-d’Oise. Os manifestantes incendiaram contentores do lixo e carrinhos de supermercados.

Esta segunda-feira houve perturbações registadas em 188 escolas secundárias, avança o ministro do Interior, Christophe Castaner. Segundo o Ministério da Educação, as regiões de Toulouse, Versailles e Créteil estão a ser as mais afetadas.