Sociedade

Portugal tem o fóssil de crocodilo mais antigo do mundo

Fóssil tem 95 milhões de anos

Vários paleontólogos de duas universidades portuguesas anunciaram, esta quinta-feira, que foi descoberto um fóssil de uma nova espécie de crocodilo com 95 milhões de anos. A descoberta revela que este é o fóssil mais antigo do mundo.

"Pensava-se que os verdadeiros crocodilos, que faziam parte de um grupo que se chama 'Crocodylia', existiam apenas há 75 milhões de anos e este novo fóssil foi descoberto em rochas com 95 milhões de anos, logo 20 milhões de anos mais antigo do que aquilo que se pensava", disse à Lusa o paleontólogo de uma universidade portuguesa, Octávio Mateus.

Tanto o crânio deste réptil como a sua mandíbula foram encontrados em 2003, pelas mãos da geóloga Matilde Azenha, na zona de Tentúgal. Depois da descoberta, os investigadores da Universidade de Lisboa, Octávio Mateus e Eduardo Puértolas-Pascual, e o investigador da Universidade de Coimbra Pedro Callapez, estudaram este fóssil.

A mais recente descoberta foi publicada por estes três paleontólogos na revista científica “Zoological Journal of the Linnean Society”.

"A mandíbula tem uma abertura que ajuda a definir o que é um verdadeiro crocodilo em contraste com répteis parecidos com crocodilos, os crocodilomorfos, que ainda não faziam parte do grupo 'Crocodylia', e não tinham essa abertura nos ossos da mandíbula", explicou o especialista em crocodilos, Eduardo Puértolas-Pascual.