Sociedade

Quem é Leandro Nogueira, o pedreiro português por detrás dos protestos em França?

O movimento Coletes Amarelos surgiu a partir de vários grupos no Facebook. No entanto, a imprensa francesa diz que o grupo de Leandro foi o primeiro a dar voz a estes protestos

O movimento Coletes Amarelos tem ganhado força nas últimas semanas, mas a verdade é que tudo começou há alguns meses, através de grupos no Facebook. Um português está por detrás daquele que, segundo a imprensa francesa, esteve na origem dos vários “grupos de raiva” que se espalharam pela rede social.

O grupo Vous En Avez Marre ? C’est Maintenant !! (Colere +Dept) foi criado em janeiro deste ano e tem quatro administradores. Um deles é o português Leandro António Nogueira.

Leandro, que se apresenta como Leo naquela rede social, é, de acordo com os jornais franceses, pedreiro de profissão. Vive em Périgueux, na região de Dordogne, no sudoeste de França, mas nasceu na Póvoa de Varzim.

O grupo que ajudou a criar tem mais de 68 mil membro e serve de exemplo na imprensa francesa para ilustrar as páginas criadas para demonstrar o descontentamento face a medidas implementadas pelo governo francês. "Ce groupe a pour vocation de créer un blocage et montrer notre mécontentement au gouvernement et politiques de tous bords!!! Sans violence, sans haine et avec respect de chacun. Soyons solidaires !!! (Este grupo pretende manifestar o seu descontentamento perante os governantes e as suas políticas. Sem violência, sem ódio e respeitando cada um. Sejam solidários)” é a descrição do grupo criado por Leandro.

A imprensa fala até de manifestações organizadas por Leandro Nogueira: “O protesto de sábado, 17 de fevereiro, em frente à câmara municipal, foi ideia de Leandro Antonio Nogueira, um pedreiro português de cerca de trinta anos, que morava em Dordogne, que criou o primeiro grupo e rapidamente lançou outros mais locais”, refere um artigo do Paris Dépêches.

Leandro foi detido em fevereiro tendo sido posteriormente libertado. Na sua página no Facebook vai acompanhando os protestos dos Coletes Amarelos, partilhando notícias, vídeos e fotografias sobre os recentes acontecimentos que estão a marcar a atualidade em França