Vida

“Foi muito duro. Gostei do João durante anos”, revelou Jessica Athayde

A atriz Jessica Athayde foi a mais recente convidada do programa ‘Conta Como És’ de Fátima Lopes, onde fez algumas revelações sobre a sua vida e sobre a sua gravidez.

Depois de ter admitido que ao saber da gravidez ficou em pânico durante cerca de 48 horas, Jessica Athayde contou como foi o início do seu namoro com Diogo Amaral.

"Tive uma paixoneta pelo Diogo quando tinha 18 anos. Tratou-me pessimamente. Nunca tivemos grande relação. Achava-o muito giro, mas muito arrogante", começou por dizer a atriz na entrevista a Fátima Lopes.

"Nos últimos anos fizemos alguns trabalhos juntos. Começámos a conviver, mas na altura eu ainda estava numa relação, nem pensava nisso", continuava."Um dia recebi um telefonema do Diogo a perguntar se podia falar comigo. Estava longe de imaginar. Chamou-me, sentou-me numa mesa e disse: 'Olha, faz o que quiseres com esta informação. Acho que me apaixonei por ti'", contou a atriz, que disse que na altura não se sentia preparada para estar numa relação e que queria estar sozinha, mas Diogo não desistiu, até que em abril deste ano ambos decidiram assumir publicamente a relação.

"Sabia que queria que ele fosse o pai dos meus filhos. No início da relação, disse-lhe: ‘Sei que já tens um filho, mas eu quero ter família’. Ele olhou para mim e disse: ‘Eu sei, eu também quero uma família contigo'", contou a atriz durante a entrevista.

"Tomei esta decisão [de engravidar] mesmo com muita certeza de que queria que o Diogo fizesse parte da minha vida para sempre", garantiu Jessica Athayde.

No entanto, o relato da atriz não ficou apenas por contar esta nova fase da sua vida. Jessica Athayde falou abertamente do período difícil que viveu depois de se separar de João Manzarra, com quem namorou e viveu cerca de quatro anos.

A atriz contou que sofreu durante meses por causa da separação, admitindo que gostou muito do apresentador. “Eu e o João vivemos uma relação muito intensa, fomos viver juntos logo, cães, família… Achava que ficava ali para sempre. Acreditava que o João era a minha família. E quando o João começou a dar alguns passinhos para trás eu senti-me completamente sem chão.”, disse, acrescentado que foi um momento “muito duro” na sua vida: “Foi muito duro, eu ainda gostava muito do João e gostei do João durante anos”