Politica

Aliança quer eleger "dois, talvez três" eurodeputados

Paulo Sande traça meta para as europeias e admite que estas eleições podem ser decisivas para a Aliança 

Paulo Sande acredita que a Aliança vai conseguir eleger “dois, talvez três” deputados nas eleições europeias.  “Seria um número aceitável. Seria uma boa meta. Se for mais, fantástico. Se for menos, enfim, não é derrota nenhuma”, disse o candidato em entrevista à agência Lusa.

O cabeça de lista da Aliança às eleições europeias admite que as eleições europeias, que se realizam em maio, são decisivas para o futuro do novo partido de Santana Lopes.

Paulo Sande disse ainda que um dos seus objetivos na campanha eleitoral é que “as pessoas percebam que a Europa é delas”.