Vida

Mãe leiloa virgindade da filha na internet por 21.200 euros

Jovem tem 13 anos

Uma mãe, de nacionalidade russa, colocou à venda a virgindade da filha de apenas 13 anos na internet por 21.200 euros. 

De acordo com a ABC, Irina Gladkikh, de 35 anos, foi detida por tentar vender a virgindade da sua filha menor. A mulher ia receber cerca de  21.200 euros para que a filha tivesse relações sexuais com um homem que estivesse disposto a pagar o valor exigido, tendo chegado a obter e a enviar um certificado em que declarava que a sua filha era virgem. Além disso, enviou fotografias de caráter sexual da criança ao homem que queria fazer negócio.

A ABC conta que depois de o negócio ter sido acertado, foi combinado um encontro num restaurante em Moscovo, na Rússaia, onde a mulher apareceu acompanhada por duas amigas. Neste momento, o homem que queria alegadamente comprar a virgindade da sua filha apareceu e interviu no caso, uma vez que se tratava de um polícia a chamou as autoridades ao local, que detiveram a mulher.

Mais tarde, já em tribunal, a mãe da menor em causa admitiu a situação: “Viemos a Moscovo para conhecer um homem rico, a fim de encontrar ajuda financeira, depois de lhe proporcionar serviços sexuais por parte da minha filha”, disse em tribunal, citada pela ABC.

A mãe da criança foi condenada a quatro anos e meio de prisão, tendo ficado sem a custódia da filha, assim como sem a custódia do seu outro filho, que também é menor de idade.