Sociedade

Dezenas de pessoas invadem barco que faz a ligação Seixal-Lisboa

A embarcação está impedida de fazer a viagem por excesso de passageiros, mas ligação foi reforçada com um barco desviado de Cacilhas.

Esta manhã, dezenas de pessoas invadiram um barco da Transtejo - que devia fazer a ligação Seixal-Lisboa - e a embarcação encontrava-se impedida de sair por excesso de passageiros, adiantou à Lusa fonte da Polícia Marítima.

Também à agência Lusa um passageiro disse que as pessoas entraram pela zona de saída da embarcação e que se recusaram a sair.

No entanto, a ligação fluvial Seixal-Lisboa já foi reforçada com um barco desviado de Cacilhas, disse a presidente da Transtejo/Soflusa à Lusa, tendo garantido que as pessoas foram todas transportadas em segurança. 

"Neste momento, penalizando a ligação de Cacilhas desviámos um navio para reforço, o que é muito penalizador para os passageiros de Cacilhas. Contudo, o que podemos garantir é que os passageiros estão a ser transportados em segurança e nenhum fica em terra", adiantou Marina Ferreira.

Além disso, a responsável explicou ainda que no domingo passado houve um problema com o catamarã que faz a ligação até ao Seixal e que, desde esse dia, que a ligação está a ser feita apenas com um barco, em vez de dois: "Desde então a ligação está a ser feita com um catamarã em vez de dois, o que está a provocar atrasos no embarque com especial relevância durante a hora de ponta. Estamos a fazer tudo para repor a situação o mais rapidamente possível. Esperemos fazê-lo com dois catamarãs na quinta-feira", disse.