Sociedade

PGR confirma buscas no Ministério da Defesa, nas Finanças e na Cruz Vermelha

Polícia Judiciária está a investigar "suspeitas de corrupção passiva, peculato e abuso de poder imputáveis"

A Polícia Judiciária está a realizar buscas no Ministério das Finanças, da Defesa e ainda na Cruz Vermelha, por suspeita de subornos a inspetores da Inspeção-Geral das Finanças em troca de informação, avança o Correio da Manhã. 

Entretanto, a Procuradoria-Geral da República (PGR), em comunicado, confirmou as diligências feitas, e informa que o processo está a investigar suspeitas de "corrupção passiva, peculato e abuso de poder imputáveis, indiciariamente, a altos responsáveis de serviços centrais da Administração Pública do Estado".

O Observador escreve que os inspetores estão a vasculhar várias casas e locais de trabalho dos suspeitos. 

Esté previsto que, durante a operação, sejam constítuidos arguidos, mas ainda não se sabe ainda ao certo o número e também ainda não terão sido emitidos mandados de detenção. 

A PGR informa ainda que o MP quer apurar "responsabilidades individuais de dirigentes da administração pública de serviços com a missão designadamente do controlo financeiro e fiscal do Estado, da área ministerial, incluindo uma Instituição humanitária de utilidade pública e uma empresa privada – tendo em conta os indícios da prática de atos ilícitos em procedimentos concursais, em ações de fiscalização que lesaram gravemente o Estado nos seus interesses financeiros -, tendo como contrapartidas benefícios individuais dos visados”.